Texto Thaíse Ramos / Foto: Edmilson Saldanha

Isabelle Drummond
(Foto: Edmilson Saldanha)

Isabelle Drummond está vivendo um momento marcante em sua carreira. Com apenas 17 anos, a jovem atriz interpreta sua primeira protagonista em novelas, Cheias de Charme, da Globo e está fazendo o maior sucesso

TV Brasil – O que você está achando das Marias (Maria Aparecida, Maria do Rosário e Maria da Penha) representarem a classe das empregadas domésticas brasileiras?

Isabelle Drummond – Minha empregada, por exemplo, está muito feliz e orgulhosa. É isso que a gente quer. Queremos que essas mulheres, que nunca foram mostradas
de verdade nas novelas, possam ser reparadas. Espero honrá-las e mostrar como é importante o trabalho delas.

TV Brasil – Como você vê a amizade das Marias?

Isabelle Drummond – É uma história muito linda! Estamos amando fazer as empregadas! As histórias das três personagens são muito bonitas e a amizade entre elas é muito bacana. Uma vai ajudar a outra a lidar com todos os problemas da melhor maneira e seguir com ânimo e alegria.

TV Brasil – A Maria Aparecida lembra muito a Cinderela, não é?

Isabelle Drummond – É verdade. Ela é muito delicada, trabalha muito, é ingênua. tem esse lado Gata Borralheira, sim. Os patrões da Cida usam e abusam dela. Ela os considera da família, mas, eles a exploram muito. Cida também sonha encontrar um príncipe.

TV Brasil – Você é prendada?

Isabelle Drummond – Não sou nenhum pouco. O máximo que faço é lavar uma louça e dar uma varridinha na casa.

Isabelle Drummond, Leandra Leal e Taís Araújo
(Foto: Edmilson Saldanha)

TV Brasil – Como está sendo para você cantar?

Isabelle Drummond – Estou adorado me ouvir cantar, sabia? Adorei as aulas de canto, foi uma das minhas coisas preferidas. Adorei gravar a música.

TV Brasil – E, como é fazer a sua primeira protagonista em novela?

Isabelle Drummond – Uma oportunidade muito importante para a minha carreira, um momento muito especial.

TV Brasil – Como foi para compor a personagem?

Isabelle Drummond – Assisti vídeos e fiz worshops para saber o que se passa na cabeça dessas trabalhadoras. Minha empregada também me deu várias dicas.

TV Brasil – Você parece ser bem tímida, ficou com vergonha em alguma cena?

Isabelle Drummond – No início das gravações, morri de vergonha das coreografias e do figurino, mas, esse trabalho tem me feito descobrir e aprender coisas que nunca me imaginei fazendo.

TV Brasil – Como é trabalhar com a Dhu Moraes novamente? Vocês contracenaram juntas no Sítio do Picapau Amarelo, em 2001. (Dhu interpretou Tia Nastácia).

Isabelle Drummond – Acho que foi destino mesmo. É o terceiro trabalho que fazemos juntas e sempre com uma relação muito próxima (das personagens).É como se ela fosse da minha família, sabe? A gente tem uma ligação muito forte. É um prazer fazer esse trabalho com ela.