Texto Thaíse Ramos

Larissa Vereza
(Foto: Divulgação)

No ar na novela Amor Eterno Amor, da Globo, Larissa Vereza, filha do ator Carlos Vereza, interpreta a professora de música Kátia, personagem que tem tudo a ver com a gata na vida real.

TV Brasil – Como surgiu o convite para trabalhar nessa novela?

Larissa Vereza – Já havia trabalhado com o Papinha (Rogério Gomes, diretor) na novela Paraíso, onde eu fiz a Irmã Matilde e, sabendo que eu toco vários instrumentos, ele e a autora Elizabeth Jhin me convidaram para a novela, já que a minha personagem toca piano.

TV Brasil – Como está sendo a experiência?

Larissa Vereza – Reencontrar a equipe de Paraíso e trabalhar com um elenco desse nível tem sido maravilhoso! A temática sempre me encantou e fazer parte de um trabalho com uma mensagem dessas é uma honra. Além disso, tenho um piano em casa há cinco anos a novela, finalmente, tive a oportunidade e com de fazer aulas.

TV Brasil – Você é filha do Carlos Vereza. Teu pai te influenciou muito? Ele te apoia?

Larissa Vereza – Com certeza ele foi uma grande influência, me proporcionando um contato com esse universo desde criança. O acompanhava nas gravações, nas turnês com as peças. Foi um caminho muito natural e o que sempre gostei de fazer. Em vez de brincar como as outras crianças, preferia criar espetáculos para os vizinhos. Meu pai sempre me apoiou muito e minha mãe também. Meu pai sempre foi o meu maior incentivador.

TV Brasil – Ele também está na novela. Como é trabalhar com ele por perto?

Larissa Vareza – Engraçado. Ele é muito coruja e sempre faz questão de ler e ver minhas cenas, comenta, quer saber como foi. Encontrar com ele pelos corredores do Projac (Central Globo de Produção) é sempre uma felicidade. E, aproveito sempre para roubar um beijinho.

Larissa Vereza com o pai
(Foto: Divulgação)

TV Brasil – Como começou a sua paixão pelas artes cênicas?

Larissa Vereza – Acho que na barriga da minha mãe. Ela que produzia e fazia luz e som dos espetáculos do meu pai. E ainda bebê, eu dormia em um bercinho nos camarins. Não me lembro exatamente quando, mas, essa paixão sempre esteve presente. Apesar de já ter sonhado em ser arqueóloga, veterinária, bióloga. Mas, esses sonhos eram tão fantasiosos que realmente só existiriam em filmes. Nada melhor do que realizá-los nos sonhos.

TV Brasil – Você toca bateria, violão, flauta transversa, um pouco de violino e ainda está estudando piano. Por que tanta coisa?

Larissa Vereza – Outra grande paixão sempre foi a música. Comecei tocando bateria com 11 anos. Desde criança, eu adorava ficar batucando na mesa da escola e logo meus pais me colocaram em uma aula. Passei a minha adolescência tocando bateria em uma banda de punk rock e os demais instrumentos foram surgindo por causa de trabalhos e por minha sede de aprender. Se pudesse, eu aprenderia todos os instrumentos do mundo! Não sei explicar de onde vem isso, mas tenho muita facilidade. O piano, por exemplo, na terceira aula já estava tocando de cabeça a Sonata ao Luar, de Bethoven e o Noturno nº 2, de Chopin.

TV Brasil – Você é atriz, multiinstrumentista, diretora, roteirista, produtora, mãe (da Dominique, de 12 anos), esposa. Como consegue conciliar tudo?

Larissa Vereza – É uma loucura mesmo. Minha cabeça fica plugada 24h. Quando estou “dormindo” que surgem as ideias de roteiros. Então, as madrugadas servem para isso: escrevê-los. E, durante o dia, eu faço milhões de coisas ao mesmo tempo. Enquanto vejo os emails, aproveito para colocar meus projetos em editais, estudo inglês e francês com CDs enquanto dirijo e treino piano enquanto a comida está no forno, sem brincadeira. E, graças a Deus, eu conto com a ajuda do meu marido maravilhoso,
Emiliano Ruschel e com a nossa filha. Emiliano também é ator e sócio da nossa produtora, a Pipoca Filmes.

TV Brasil – Entre todas essas funções, tem uma que você curte mais?

Larissa Vereza – Ser mãe, com certeza. As demais funções estão tão entrelaçadas que é difícil separá-las.

TV Brasil – Qual o seu maior sonho?

Larissa Vereza – São tantos! Mas, com certeza é viver do meu trabalho e fazer filmes pelo mundo. Sonho em morar e trabalhar em Los Angeles (nos EUA) e na França. Amo os filmes franceses! E, um dia quero dar a volta ao mundo de carro com meu marido e minha filha. A viagem é um dos meus maiores sonho!

Larissa Vereza

(Foto: Divulgação)

TV Brasil – Sua filha já esboçou alguma vez querer ser atriz? Que conselhos você daria para ela se um dia ela quiser seguir os teus passos e os do avô?

Larissa Vereza – Quando ela era menor, ela fez uma apresentação em casa com a minha irmã, os amigos dela e deixou todo mundo de queixo caído. Ela é magnifica! Fez todo mundo rir. Sempre quando preciso de uma criança nos meus filmes eu a coloco. O meu primeiro curta, o Noite de Cinzas, ela faz a minha irmã mais nova. Sempre vou apoiá-la, não importa qual caminho ela decida seguir. Mas, se ela quiser ser atriz, diria o que meu pai sempre me disse: “estudar muito, ler tudo que cair em suas mãos, ser honesta, íntegra e nunca, nunca desistir de sonhar.

TV Brasil – O que costuma fazer quando não está gravando?

Larissa Vereza – Viajar, claro! Ir ao cinema, ver filmes em casa com meu marido e fazer piqueniques. Adoro! Acho que é o resquício de quando morei em Paris, aos 5 anos de idade. Eu e minha mãe vivíamos fazendo piquenique em tudo que era lugar. Troco um bom restaurante por uma toalha xadrez e um parque.