Formação da banda "A Banca"

(Foto: Divulgação)

Após a morte do cantor Chorão, no dia 6 de março, vítima de overdose de cocaína, integrantes da banda Charlie Brown Jr. formaram uma nova banda, “A Banca”, e contará com uma integrante feminina

O grupo terá a mesma formação que o Charlie Brown Jr, e Helena Andrade Papini. Lena, como é conhecida, assume o baixo, enquanto Champignon passa a ser o novo vocalista do grupo, posto que era de Chorão. Ainda fazem parte da banda Marcão e Thiago Castanho, que são guitarristas, e Bruno Graveto, que é o baterista. Filha de pastores evangélicos, Lena era amiga de Champignon e do guitarrista, Marcão, e trabalhava em um escritório de arquitetura quanto recebeu a proposta. 

O anuncio oficial da banda foi feito na gravação do programa Altas Horas, de Serginho Groisman, que recebeu muitos convidados e homenageou Chorão na semana em que ele completaria 43 anos. Alexandre Abrão, filho do cantor, também estava na gravação, que vai ao ar neste sábado, e vai mostrar imagens que ele mesmo gravou durante os shows do pai, e aprovou a nova formação do Charlie Brown Jr. “Acho que era isso mesmo que eles tinham que fazer. E não é porque eles trocaram de nome que eles não vão ter mais a essência do Charlie Brown. É uma coisa que até meu pai ia gostar de ver”, declarou. 

“Depois que o Chorão morreu, a gente ficou em choque, três semanas sem tocas, pensando em como poderia prosseguir sem o cara. Pensamos que seria legal ter um músico de apoio para ajudar a gente a fazer esses shows e lembrei da Lena.”, explicou Champignon. Sobre o novo nome da banda, falou: “A gente a principio não quis continuar com o nome da banda para preservar a imagem que as pessoas têm do Charlie Brown. Depois que o Chorão morreu, nós ficamos pensando o que faríamos e, um dia, tomando banho comecei a pensar que a gente não é o Charlie Brown, nós éramos a banca  do Charlie Brown. Por isso decidimos mudar para A Banca.” Ao ser questionado sobre a nova formação e sobre Chorão, contou: “Ele estava bem cansado e uns dois ou três meses antes de partir, ele pediu para que a gente continuasse comigo no seu lugar para ele descansar. Foi por isso que nós tivemos essa ideia de eu ir para o vocal e a gente reestruturar a formação da banda dessa forma. Então existe um aval do próprio cara antes do que aconteceu”, declarou. 

Alexandre Abrão, filho de Chorão, no Altas Horas

(Foto: AgNews)