Texto: Núcia Ferreira / Revista Conta Mais / Edição 684 / Adaptação: Clara Ribeiro

Saiba mais sobre a prisão do cantor Leonardo

(Foto: Reprodução)

Mais um drama na vida de Leonardo (50). Depois de ser detido na última semana no Aeroporto Internacional de Brasília com 22 cartuchos de munição de calibre 22, o cantor foi liberado após pagar fiança.

A assessoria do músico confirmou o ocorrido, mas informou não saber mais detalhes sobre o caso até o fechamento dessa edição, pois Leonardo estava em trânsito e impossibilitado de falar por telefone. “Só depois de conversarmos com o cantor é que poderemos dar mais informações”, disse a assessoria à Conta Mais.

 

 

 

 

De acordo com a Polícia Federal, a munição encontrada com o cantor não é de uso restrito, mas ele não tinha autorização para transportá-la. O jornal Correio Braziliense publicou entrevista com o advogado Cléber Lopes, em que foi dito se tratar de um grande mal-entendido. Segundo o advogado, a munição deve ter sido colocada na mala do cantor por engano, já que ele estava na fazenda de um amigo. No entanto... a assessoria de Leonardo deixou claro que não existe nenhum Cléber Lopes cuidando do caso de seu cliente.

Entenda o caso

Leonardo foi surpreendido por agentes no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, e ficou detido na Polícia Federal na última sexta-feira, 31, mas foi liberado após pagar fiança de cerca de R$ 10 mil. Depois que os procedimentos legais foram adotados, as munições foram apreendidas e o cantor liberado depois de assinar um termo de compromisso. A agenda do cantor mostra que Leonardo faz seu próximo show no dia 8, em Santo Amaro, na Bahia.